O que é gripe?

O que é gripe?

O que é gripe?

A gripe é uma infecção viral que produz febre, calafrios, dor de garganta, dores musculares e tosse que dura uma semana ou mais.(1) Tendemos a usar o termo “gripe” para descrever qualquer tipo de doença respiratória ou gastrointestinal, como resfriado ou diarreia e vômitos que se assemelham aos sintomas de “doença semelhante à gripe” (ILI). No entanto, a gripe está geralmente associada a uma doença mais grave e dura mais tempo do que a constipação comum, e a gripe normalmente não causa vómitos ou diarreia em adultos.(2)

Os vírus influenza são vírus RNA da família Orthomyxoviridae. Os vírus da gripe A infectam humanos, animais e aves; Os vírus influenza B e C infectam principalmente humanos, enquanto o influenza D infecta bovinos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), “O vírus influenza sofre altas taxas de mutação e freqüente rearranjo genético (combinação e rearranjo de material genético) levando à variabilidade nos antígenos HA (hemaglutinina) e NA (neuraminidase)”.(3)

Os vírus da gripe A estão presentes em patos, galinhas, porcos, cavalos, baleias e focas. As aves selvagens são o principal reservatório natural dos vírus influenza A e muitas vezes causam infecções assintomáticas ou leves em aves, mas podem tornar-se virulentas tanto em aves selvagens como domésticas (galinhas e perus). Os porcos podem ser infectados com vírus suínos, humanos e aviários e, por vezes, estes vírus recombinam-se e criam novos vírus influenza.(4-5) Os vírus influenza A são divididos em subtipos com base em duas proteínas na superfície do vírus e podem ser divididos em diferentes cepas, enquanto os vírus influenza B não são divididos em subtipos, mas podem ser divididos em linhagens e cepas.(6)

Como os vírus da gripe sofrem mutações contínuas e existem diferentes estirpes e subtipos que são mais ou menos prevalentes entre as populações humanas de ano para ano, surtos e epidemias ocorrem em certas áreas geográficas ou países. Ocasionalmente, surge uma cepa de gripe que causa uma pandemia de gripe que se espalha globalmente e geralmente está associada a doenças mais graves e ao aumento da mortalidade.(7) Historicamente, as pandemias de gripe com taxas mais elevadas de complicações e morte envolveram estirpes de gripe tipo A, como a que causou a pandemia de gripe de 1918-19.(8)

Mais de 70% de todas as infecções respiratórias que ocorrem durante a “época de gripe” não são do tipo A ou B, pois existem muitos outros vírus e bactérias que podem causar uma “doença semelhante à gripe” (ILI). Os sintomas da infecção por ILI são semelhantes aos da gripe, e apenas os testes laboratoriais podem confirmar se um indivíduo foi infectado por influenza ou por uma ILI.(9-10)

A grande maioria das pessoas recupera da gripe sem complicações e desenvolve imunidade a futuras infecções pela mesma estirpe de gripe ou por uma estirpe relacionada, o que pode prevenir os sintomas da doença ou torná-la menos grave.(11) No entanto, existe um risco maior de complicações graves e morte para os idosos e aqueles com sistema imunológico comprometido ou que sofrem de diabetes, doenças renais, cardíacas e outros problemas crónicos de saúde.(12)

Entre as épocas de gripe de 1976/1977 e 2006/2007, os Centros de Controlo de Doenças (CDC) dos EUA estimaram que, dependendo do tipo de gripe e da estirpe que circula num determinado ano, as mortes relacionadas com a gripe nos Estados Unidos variaram entre um mínimo de 3.000 a um máximo de 49.000.(13) De acordo com o CDC, entre 2010 e 2020, as mortes relacionadas com a gripe oscilaram entre um mínimo de 12.000 e um máximo de 52.000.(14) Estes números, no entanto, são apenas estimativas porque o CDC não recolhe informações sobre mortes relacionadas com a gripe em pessoas com mais de 18 anos, pelo que o número exacto permanece desconhecido.(15)

Tanto as pessoas vacinadas como as não vacinadas podem ser infectadas com o vírus da gripe e transmiti-lo através das secreções respiratórias.(16) e o vírus da gripe de tipo selvagem também foi eliminado e identificado nas fezes.(17) Indivíduos vacinados e não vacinados podem transmitir a gripe a outras pessoas, mas são assintomáticos e não apresentam sintomas clínicos aparentes.(18-19)

Os vírus da gripe são transmitidos pelo ar através de gotículas quando as pessoas infectadas tossem, espirram ou falam. Essas gotículas podem acabar na boca ou no nariz ou ser inaladas pelos pulmões de outras pessoas próximas a uma pessoa com gripe.(20) Com menos frequência, uma pessoa também pode ser infectada ao tocar em um objeto ou superfície que contenha o vírus da gripe e, em seguida, tocar no nariz ou na boca.(21)

Para evitar a transmissão do vírus da gripe – ou de outros tipos de infecções respiratórias semelhantes à gripe – a outras pessoas, as pessoas que sabem que estão doentes devem ficar em casa até recuperarem. Lavar frequentemente as mãos com água e sabão pode ajudar a prevenir a propagação da gripe e de outros vírus. Se não houver água e sabão disponíveis, também podem ser usados ​​desinfetantes para as mãos à base de álcool. Talheres, pratos, lençóis e outros itens pessoais usados ​​por pessoas doentes não devem ser compartilhados sem uma lavagem cuidadosa. As superfícies tocadas com frequência devem ser limpas e desinfetadas em casa, na escola e no trabalho, especialmente se forem utilizadas por pessoas doentes.(22)

Este artigo foi resumido e traduzido por Centro Nacional de Informações de Vacinas.

NOTA IMPORTANTE: A Corvelva convida-o a obter informação aprofundada através da leitura de todas as secções e links, bem como dos folhetos dos produtos e fichas técnicas do fabricante, e a falar com um ou mais profissionais de confiança antes de decidir vacinar-se a si ou ao seu filho. Esta informação é apenas para fins informativos e não pretende ser um conselho médico.

Leia também...

Recomendamos que você leia também...

Corvela

Publique o módulo Menu na posição "offcanvas". Aqui você pode publicar outros módulos também.
Saber mais.